Hollywood tentou: 10 atores que tiveram grandes chances mas nunca emplacaram

31 de Agosto de 2013
Hollywood tentou: 10 atores que tiveram grandes chances mas nunca emplacaram

Pode acontecer: Hollywood escolhe o rostinho bonito e talentoso, dá uma chance, e outra, e mais outra… Mas mesmo assim a carreira do ator não deslancha. Alguns até continuam atuando em filme de menor notoriedade, mas outros acabam afundando as suas carreiras.

Confira uma lista com 10 atores que tiveram grandes chances em Hollywood, mas nunca emplacaram:

1) Ryan Reynolds

Reynolds Ryan

Tentativas de sucesso: Blade: Trinity (2004), Horror em Amityville (2005), Apenas Amigos (2005), Três Vezes Amor (2008), X-Men Origens: Wolverine (2009), A Proposta (2009), Enterrado Vivo (2010), Lanterna Verde (2011), Eu Queria Ter a Sua Vida (2011), Protegendo o Inimigo (2012) e R.I.P.D. (2013).

O que deu errado: Ryan Reynolds é o exemplo típico desta lista. O ator ficou na lista de megaestrelas em potencial por quase uma década e cada vez que parecia que ia deslanchar, ficava no “quase”. Ele é carismático, engraçado e teve bons papéis em comédias e romances, mas sua presença não serve para ser usada como um atrativo de bilheteria.

O recente lançamento R.I.P.D., filme protagonizado por Reynolds, fracassou na estreia, arrecadando apenas US$ 12,8 milhões (sendo que seu custo foi de US$ 130 milhões); Outra decepção ligada ao nome do ator é Turbo, cujo personagem central é dublado por Reynolds. A animação faturou US$ 21,5 milhões na estreia, pouco em vista do custo de US$ 135 milhões.

2) Taylor Kitsch

Taylor Kitsch

Tentativas de sucesso: X-Men Origens: Wolverine (2009), John Carter: Entre Dois Mundos (2012), Battleship: A Batalha dos Mares (2012) e Selvagens (2012).

O que deu errado: O pobre Taylor Kitsch é outro grande exemplo de expectativas que não foram atendidas. Ele conseguiu seu primeiro papel em um grande filme de Hollywood como Gambit em X-Men Origens: Wolverine e, apesar de o papel ser pouco expressivo, tudo indicava que Kitsch fosse decolar. Ledo engano.

Logo depois, Kitsch foi escalado para o papel título de John Carter: Entre Dois Mundos. A despeito de ser um clássico juvenil mundial, o filme da Disney não teve a recepção esperada: o estúdio teve prejuízo, pois o filme não pagou o orçamento astronômico de US$ 250 milhões. Em seguida, o ator protagonizou outro fracasso de bilheteria, Battleship: A Batalha dos Mares. Mal recebido pela crítica, o filme não arrecadou nem o dobro do orçamento total de produção (US$ 209 milhões).

3) Colin Farrell

Colin Farrell

Tentativas de sucesso: Jovens Justiceiros (2001), A Guerra de Hart (2002), Minority Report: A Nova Lei (2002), O Novato (2003), Demolidor: O Homem Sem Medo (2003), S.W.A.T.: Comando Especial (2003), Alexandre (2004), Miami Vice (2006), A Hora do Espanto (2011), O Vingador do Futuro (2012) e Sem Perdão (2013).

O que deu errado: Colin Farrell teve boas atuações durante sua carreira e filmes em que ele co-protagonizou, como O Demolidor e S.W.A.T., fizeram relativo sucesso. Tudo começou a ir mal quando Farrell encabeçou duas produções grandes e dispendiosas: Alexandre, que sofreu duras da crítica mas angariou uma legião de fãs, e Miami Vice.

Depois de superar uma fase de problemas com abuso de substâncias químicas, Farrell voltou em alto desempenho para estrelar Na Mira do Chefe e Quero Matar Meu Chefe. Porém, depois disso o ator caiu novamente em dois fracassos comerciais: A Hora do Espanto e O Vingador do Futuro, refilmagens que trouxeram aos estúdios menos bilheteria do que os seus originais.

4) Taylor Lautner

Taylor Lautner

Tentativas de sucesso: As Aventuras de Sharkboy e Lavagirl (2005), Saga Crepúsculo (em todos os 5 filmes, de 2008 a 2012), Idas e Vindas do Amor (2010), Sem Saída (2011) e Gente Grande (2013).

O que deu errado: Taylor Lautner tinha a intenção de ser um astro dos filmes de ação, o que parecia ser a vontade de Hollywood também. Ele até já foi escalado para o elenco de Max-Steel, filme baseado no boneco da Mattel, mas abandonou a produção para se dedicar a Stretch Armstrong, outro filme baseado em brinquedos, neste caso, o boneco fortão da Hasbro.

Afora o longa infantil As Aventuras de Sharkboy e Lavagirl, a primeira oportunidade de ação de Lautner foi Sem Saída. Porém, o filme não teve o sucesso esperado e muito deve-se ao fato do astro juvenil ser co-protagonista da Saga Crepúsculo. É fato de que seu principal público são as fãs da saga vampiresca, e garotos que assistem a filmes de ação sentem antipatia pelo ex-lobo que arrancava suspiros das moças. Agora, Lautner está trabalhando em Tracers, sua próxima tentativa de sucesso no ramo da ação.

5) Sam Worthington

Sam Worthington

Tentativas de sucesso: O Grande Ataque (2005), O Exterminador do Futuro: A Salvação (2009), Avatar (2009), Fúria de Titãs (2010), No Limite da Mentira (2010), Apenas Uma Noite (2010), À Beira do Abismo (2012), Fúria de Titãs 2 (2012) e Drift (2013)

O que deu errado: Pode ser injusto colocar a estrela de Avatar, o filme de maior bilheteria de todos os tempos, nesta lista, mas não é.  Antes do filme de James Cameron, Worthington havia atuado em pequenas produções, e logo após o lançamento de Avatar o ator esteve em alta, tanto que estrelou Fúria de Titãs na pele do próprio herói grego Perseu. Embora não tenha sido bem visto pela crítica, o filme foi um sucesso de bilheteria, arrecadando mais de US$ 475 milhões.

Mas as coisas tem sido difíceis para Worthington desde então. O filme No Limite da Mentira teve um sucesso modesto, enquanto Apenas Uma Noite quase nem apareceu nos cinemas e Fúria de Titãs 2 foi tão ruim que praticamente matou a franquia. O ator tentou diversos contratos este ano, mas poucos foram fechados, um deles é Drift, que estreou em julho deste ano nos Estados Unidos.

6) Alex Pettyfer

Alex Pettyfer

Tentativas de sucesso: Alex Rider Contra o Tempo (2006), Garota Mimada (2008), Distúrbio (2009), Eu Sou o Número Quatro (2011), A Fera (2011), O Preço do Amanhã (2011) e Magic Mike (2012).

O que deu errado: Alex Pettyfer tinha apenas 15 anos quando filmou Alex Rider Contra o Tempo, um sucesso tímido em casa, mas que garantiu seu papel nos filmes Garota Mimada e Distúrbio. Mas o sucesso precoce subiu a cabeça do rapaz. Há boatos de que o garoto teria se comportado mal no set de filmagem de Eu Sou o Número Quatro e de que ele teria pedido US$ 10 milhões para atuar em Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos. O filme correu sem ele.

7) Skeet Ulrich

Skeet Ulrich

Tentativas de sucesso: Jovens Bruxas (1996), Pânico (1996), Newton Boys: Irmãos Fora da Lei (1998), Suando Frio (1999) e Cavalgada com o Diabo (1999).

O que deu errado: Skeet Ulrich fez papéis memoráveis de amante assassino em dois filmes de terror, Jovens Bruxas e Pânico, o que lhe rendeu o papel ao lado de grandes nomes no sucesso western Newton Boys: Irmãos Fora da Lei. Aparentemente, tudo correria bem na carreira do jovem Ulrich, até que o inevitável aconteceu.

O fracasso do filme Cavalgada com o Diabo foi um tremendo fracasso de bilheterias, arrecadando apenas US$ 635 mil dos US$ 40 milhões investidos. Depois disso, os papeis para Ulrich têm sido cada vez mais escassos. Mas o ator conseguiu um nicho seguro nas séries de TV Jericho e Law & Order.

8) Gretchen Mol

Gretchen Mol

Tentativas de sucesso: Cartas na Mesa (1998), Celebridades (1998), Donnie Brasco (1997) e Atração Irresistível (1998).

O que deu errado: Gretchen Mol é uma excelente atriz, que fez papeis consistentes durante quase vinte anos. A atriz ganhou boa parte dos seus personagens devido ao título de “It girl dos anos 90”, cortesia as revista Vanity Fair: Cartas na Mesa, Celebridades, Donnie Brasco e Atração Irresistível; mas depois caiu no esquecimento.

9) Stephen Dorff

Stephen Dorff

Tentativas de sucesso: O Poder de Um Jovem (1992), Uma Jogada do Destino (1993), Backbeat: Os Cinco Rapazes de Liverpool (1994) e S.F.W.: Filhos da Violência (1994).

O que deu errado: Stephen Dorff tinha tudo para dar certo e chegou à beira do estrelato, mas foi arrogante nos sets e nas entrevistas. Deixou de lado papeis importantes e a sua atitude de “melhor do mundo” logo fez com que a carreira entrasse em declínio.

10) Josh Hartnett

Josh Hartnett

Tentativas de sucesso: Pearl Harbor (2001), O (2001), Falcão Negro em Perigo (2001), 40 Dias e 40 Noites (2002), Divisão de Homicídios (2003), Sin City: A Cidade do Pecado (2005), Dália Negra (2006), Xeque-Mate (2006) e 30 Dias de Noite (2007).

O que deu errado: Por motivos pessoais, Josh Hartnett deixou alguns papeis de lado, exigindo um comprometimento maior do que o ator poderia ter. Após o sucesso de Pearl Harbor, apenas filmes medianos e um papel mais do que secundário no sucesso Sin City fizeram com que ele passasse para o plano de fundo de Hollywood.

Fonte: IndieWire