Portal de cinema

 
Filmes iniciados por:
# A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
 
::.. TOY STORY 3 ..::
::.. Sinopse ..::
Mais de dez anos depois, Woody, Buzz e o resto dos brinquedos são deixados num depósito quando seu dono, Andy, vai para a faculdade e lá conhecem novos amigos.
::.. Ficha Técnica ..::
Título Original: Toy Story 3.
Origem:
Estados Unidos, 2010.
Direção:
Lee Unkrich.
Roteiro:
Michael Arndt.
Produção:
Darla K. Anderson.
Fotografia:
-.
Edição:
-.
Música:
Randy Newman.
::.. Elenco ..::
Tom Hanks, Tim Allen, Joan Cusack, Ned Beatty, Don Rickles, Michael Keaton, Wallace Shawn, John Ratzenberger, Estelle Harris, John Morris, Jodi Benson, Emily Hahn, Laurie Metcalf, Blake Clark, Teddy Newton, Bud Luckey, Beatrice Miller, Javier Fernandez Pena, Timothy Dalton, Lori Alan, Charlie Bright, Kristen Schaal, Jeff Garlin, Bonnie Hunt, John Cygan, Jeff Pidgeon, Whoopi Goldberg, Jack Angel, R. Lee Ermey, Jan Rabson, Richard Kind, Erik von Detten, Amber Kroner, Brianna Maiwand e Jack Willis.
::.. Site Oficial ..::
http://www.disney.com/toystory
::.. Premiações ..::
Indicado ao Globo de Ouro de Melhor Filme de Animação
::.. Saiba mais ..::
Terceiro filme da série. Os demais foram Toy Story (1995) e Toy Story 2 (1999).
::.. Trailer ..::
::.. Crítica ..::

Para o infinito e além! A frase é do primeiro filme da Pixar, Toy Story, lançado há quinze anos. No entanto, como poucas, simboliza perfeitamente o espírito daquilo que se transformou a empresa uma década e meia depois. Mais do que entregar ao público “apenas” filmes de animação, a empresa chefiada por John Lasseter transformou o mundo da animação e, por consequência, seu público.

Hoje, muitos Oscar depois e em seu décimo primeiro longa-metragem, o “padrão Pixar” de qualidade virou sinônimo para filmes inesquecíveis e com uma capacidade peculiar de se superar a cada novo lançamento. Ratatouille, Wall-E, Up - Altas Aventuras e agora Toy Story 3, apenas para citar os quatro últimos títulos, são apenas alguns exemplos de produções que beiram a perfeição.

Originalidade e criatividade são dois quesitos difíceis de serem mantidos em sequências. A Era do Gelo e Shrek são exemplos de continuações que, embora tenham sido extremamente bem recebidas pelo público com alta bilheteria, naufragaram nas críticas e acabaram por se tornar descartáveis.

Apresentar ao público apenas mais uma aventura, neste caso seria dar um passo atrás e macular a imagem das duas primeiras produções. De maneira inteligente o roteiro coletivo de Michael Arndt, John Lasseter, Andrew Stanton e Lee Unkrich opta por respeitar o público e, junto com ele, demonstrar que seus personagens amadureceram. Andy agora já é um adulto e, prestes a entrar na faculdade, seus velhos brinquedos não parecem ter mais o mesmo valor.

A situação é exposta com clareza nos dez primeiros minutos e, aqui, revela-se mais uma vez o talento dos criadores da Pixar. A exemplo do que acontece em Up - Altas Aventuras, onde a sequência inicial que mostra o envelhecimento de Carl é magistral - em Toy Story 3 bastam apenas dez minutos que para o espectador seja levado às lágrimas pela simples lembrança de uma infância feliz ao lado dos brinquedos.

Apenas com a expressão dos brinquedos e um retrato na parede, a produção é capaz de transportar qualquer pessoa - não importando a idade - para as recordações de infância, de forma que desde cedo já é criado um elo afetivo significativo com o espectador. Assim ao rever Woody, Buzz e companhia de imediato nos recordamos das aventuras vividas pelos personagens há dez anos - ou da nossa relação vivida com os brinquedos, não importa a quanto tempo for.

A partir de então, enquanto a trama se desenvolve sobre a busca dos brinquedos pela compreensão do seu lugar na vida de Andy, por outro lado o espectador projeta o espaço dos brinquedos em sua própria vida, quase sempre relegados às lembranças ou cantos repletos de poeira da casa.

Toy Story 3 encontra espaço ainda para inserir novos e significativos personagens. Brinquedos como Barbie e Ken ou o urso de pelúcia Lotso se integram se maneira tão uníssona ao elenco já conhecida que nos faz até mesmo sentir a falta deles nos filmes anteriores. Apesar do grande número de personagens - no total pelos menos dez tem funções significativas no roteiro - todos eles têm as suas funções dramáticas claramente definidas, de forma que não fica para o espectador a sensação de que um brinquedo está ali apenas como elemento figurativo ou muleta de apoio para alguma piada.

A amizade, valor propagado com muita intensidade em filmes anteriores, aqui tem a sua mensagem atenuada, mas não menos significativa. A cena do clímax final, por exemplo, sem nenhum diálogo consegue transmitir ao espectador um sentimento forte de união do grupo em meio a um visual fotograficamente belo.

Aliás, em termos visuais, é nítida a evolução do primeiro para este terceiro filme. Não só pela tecnologia, evidentemente mais desenvolvida, mas pelo grande número de nuances e elementos cênicos de algumas composições. A sequência da chegada de Woody e seus amigos à creche, em que são apresentados a novos brinquedos, apresenta um visual multicolorido de encher os olhos, com sombras e texturas na medida certa para não soarem inverossímeis.

Sem pontas soltas e, principalmente, sem ser um filme oportunista e meramente mercantil, como tem sido a maioria das sequências mesmo em animações, Toy Story 3 acrescenta muito à trama dos dois filmes anteriores e, em termos de qualidade, se coloca lado a lado - ou até mesmo à frente - contribuindo da melhor maneira possível para que o já alto nível dos trabalhos do estúdio permaneça intocável.

Assim como os brinquedos que nos acompanharam na infância, as produções da Pixar há muito deixaram de ser apenas animações para se tornar parte significativa de nossas vidas. Não importa a sua idade, mas nos últimos anos acostumamos a ter Woody, Buzz, Nemo, Wall- E e outros personagens como pontos de referência, estrelas das fábulas que formam o nosso caráter ao longo dos anos.

Talvez com exceção de Walt Disney, se algum outro estúdio na história do cinema foi tão significativo a ponto de transformar suas produções em verdadeiras obras de arte, esse estúdio se chama Pixar. E enquanto boas ideias forem mais importantes do que apenas dólares em bilheterias, nossos sonhos poderão continuar a viajar através do infinito e além.

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Wikerson Landim - wikerson@portaldecinema.com.br
Publicado em: 20/06/2010
::.. Confira também ..::
toy story 2
Toy Story 2 - Edição Especial [DVD]
toy story
Toy Story - Edição Especial
[DVD]
toy stroy 3
Toy Story 3
[DVD]

toy story 3
Toy Story 3
[Blu-ray]
::.. Comentários ..::
Sem comentários ainda. Seja o primeiro.
::.. O que você achou deste filme? Comente! ..::
Nome:  
Sua nota:
Comentário: