Portal de cinema

 
Filmes iniciados por:
# A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
 
::.. JORNADA NAS ESTRELAS - O FILME ..::
::.. Sinopse ..::
Os tripulantes da nave Enterprise buscam solucionar um mistério envolvendo um campo gravitacional que avança na direção da Terra e destrói tudo em seu caminho.
::.. Ficha Técnica ..::
Título Original: Star Trek - The Movie.
Origem:
Estados Unidos, 1979.
Direção:
Robert Wise.
Roteiro:
Harold Livingston, baseado em estória de Alan Dean Foster e na série de Gene Roddenberry.
Produção: Gene Roddenberry.
Fotografia: Thane Berti e Richard H. Kline.
Edição: Todd C. Ramsay.
Música:
Jerry Goldsmith.
::.. Elenco ..::
William Shatner, Leonard Nimoy, DeForest Kelley, James Doohan, George Takei, Majel Barrett, Walter Koenig, Nichelle Nichols, Persis Khambatta, Stephen Collins, Grace Lee Whitney, Mark Lenard, Billy Van Zandt, Roger Aaron Brown, Gary Faga, David Gautreaux, John D. Gowans, Howard Itzkowitz, Jon Rashad Kamal, Marcy Lafferty, Michele Ameen Billy, Jeri McBride, Terrence O'Connor, Michael Rougas, Susan O'Sullivan, Ralph Brannen, Ralph Byers, Paula Crist, Iva Lane, Franklyn Seales, Momo Yashima, Jimmie Booth, Joel Kramer, Bill McIntosh, Dave Moordigian, Tom Morga, Tony Rocco, Joel Schultz, Craig Thomas, Edna Glover, Norman Stuart, Paul Weber, Joshua Gallegos, Lisa Chess, Leslie C. Howard, Sayra Hummel, Junero Jennings, Richard Arnold, Christopher Doohan, Montgomery Doohan, David Gerrold, William Guest, Louise Stange-Wahl, Bjo Trimble e Scott Whitney.
::.. Site Oficial ..::
http://www.startrek.com/
http://www.jornadanasestrelas.com/
::.. Premiações ..::

Indicado ao Oscar de Melhor Direção de Arte.
Indicado ao Oscar de Melhores Efeitos Especiais.
Indicado ao Oscar de Melhor Trilha Sonora.

Indicado ao Globo de Ouro de Melhor Trilha Sonora.

::.. Saiba mais ..::
Primeiro filme da série. Os demais foram Jornada nas Estrelas 2 - A Ira de Khan (1982), Jornada nas Estrelas 3 - À Procura de Spock (1984), Jornada nas Estrelas 4 - A Volta Para Casa (1986), Jornada nas Estrelas 5 - A Fronteira Final (1989), Jornada nas Estrelas 6 - A Terra Desconhecida (1991), Jornada nas Estrelas - Generations (1994), Jornada nas Estrelas - Primeiro Contato (1996), Jornada nas Estrelas - Insurreição (1998) e Nêmesis (2002).

Jornada nas Estrelas é originalmente uma série de TV, que estreiou em 1966. As séries exibidas foram as seguintes: Jornada nas Estrelas (1966-1969); Jornada nas Estrelas - A Nova Geração (1987-1994); Jornada nas Estrelas - Deep Space Nine (1993-1999); Jornada nas Estrelas - Voyager (1995-2001); e Jornada nas Estrelas - Enterprise (2001-2005).

Entre 1973 e 1974 foi ao ar ainda Jornada nas Estrelas - A Série Animada. No entanto, os episódios da série não fazem parte da cronologia oficial do universo de Jornada nas Estrelas.

Somando-se todas as temporadas, das cinco séries mais a série de animação, foram exibidos um total de 726 episódios de Jornada nas Estrelas
.
::.. Trailer ..::
::.. Crítica ..::

Vida longa e próspera. Quando Jornada nas Estrelas estreou nas Tvs norte-americanas, em 1966, certamente não se imaginaria o quão longe ela poderia chegar e que se tornaria uma das franquias mais longas e rentáveis da história do entretenimento.

Depois de três anos, a série deixou a programação, mas seu espaço e um sem número de fãs conquistados davam a certeza que algo mais estaria por vir. Foram precisos mais dez anos para que Jornada das Estrelas rompesse a barreira da tela pequena e pousasse nos cinemas.

O clima era propício. Dois anos antes, em 1977, George Lucas e o seu Star Wars: Episódio 4 – Uma Nova Esperança, abriam um mercado para um mundo de ficção científica e efeitos especiais e nunca antes vistos. Dois anos depois, finalmente Jornada nas Estrelas chegou aos cinemas.

A cena de abertura, antes mesmo do logo da Paramount, com quase três minutos de uma vigem escura e infinita em meio às estrelas, ao som da bela trilha sonora conduzida por Jerry Goldsmith, refletiam bem a que viria a nova produção. As guerras ou aquele ritmo acelerado característicos de Star Wars ficaram também para trás. E na infinitude do universo alguns homens se aventuram para evitar que um grandioso campo magnético atraia para si também o planeta Terra.

Mais do que um filme de ação sobre aventureiros, Jornada se propõe a ser completamente o oposto. Seu personagem principal não é o Capitão Kirk (William Shatner) ou o Comandante Spock (Leonard Nimoy). Mas sim a própria nave Enterprise, retratada como o ideal de um capitão ou a perfeição de uma criação que possibilitaria ao homem chegar aonde jamais havia chegado e desvendar os mistérios mais ocultos que a natureza pudesse oferecer.

E é justamente ela a peça principal de um roteiro linear, acompanhado por uma edição clássica que, para muitos hoje, pode parecer cansativa ou arrastada. Pelo contrário. Diferente da Tv, onde é ritmo deveria ser mais intenso e o número de informações maior a cada minuto, o cinema era um espaço que permitia a contemplação e, por conseqüência, a reflexão. E é justamente essa a aposta.

Da mesma forma, não há uma preocupação formal em explicar quem são os personagens ou até mesmo as suas origens. Embora o público já pudesse ter algumas referências, já haviam se passado dez anos desde que a série havia saído do ar. Nada disso importava, já que o foco principal estava todo na nave.

E aí, há um triunfo no roteiro de Harold Livingston. Quando tudo leva a crer que a história está centrada em Kirk, Spock ou Decker, seu último ponto de virada e a conseqüente resolução, já dentro do campo magnético, revela o porque de tantos olhares em torno da Enterprise. Se já havia dúvida para um ser humano que aquela nave pudesse ter mesmo uma espécie de vida própria, o que dirá a interpretação de uma outra máquina, que se questiona por não conseguir se encontrar na inexatidão de alguns mistérios.

A reflexão, extremamente válida e recorrente em muitas obras de ficção do passado (Isaac Asimov é dos autores que já tratavam deste assunto) e que vieram posteriormente (Blade Runner – O caçador de Andróides, Matrix e Eu, Robô são apenas algumas produções que, de certa forma, bebem nesta fonte) caia como uma luva no ambiente do cinema e a o grande número de fãs dos episódios televisivos se transformou em uma legião pelo mundo afora através das salas de cinema.

Os efeitos especiais merecem um parágrafo à parte. A perfeição com que as naves são exibidas, numa recriação de um universo infinito, é tanta que, sem dúvida, caberiam em filmes da atualidade, elaborados em computação gráfica. É claro, existem algumas coisas (como alguns raios, por exemplo) que pareceriam toscas nos dias de hoje. Mas se comparado ao que havia sido produzido até então, era possível imaginar o impacto dessas novidades sobre o espectador.

Enfim, Jornada nas Estrelas estreou nos cinemas em grande estilo, talvez até indo além da magia e do brilhantismo que marcaram a série da década de 60. Com o grande sucesso de crítica e de bilheteria, novos filmes viriam depois, marcando uma nova era de Jornada nos cinemas. Definitivamente, uma nova fronteira havia sido conquistada, onde uma vida longa e próspera estava por vir

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Wikerson Landim - wikerson@portaldecinema.com.br
::.. Confira também ..::
jornada nas estrelas - o filme
Jornada nas Estrelas - O Filme [DVD]
o melhor de jornada nas estrelas a série clássica
O Melhor de Jornada nas Estrelas - Clássica [DVD]
jornada nas estrelas - a ira de khan
Jornada nas Estrelas - A Ira de Khan [DVD]

jornada nas estrelas - à procura de spock
Jornada nas Estrelas - À Procura de Spock [DVD]
::.. Comentários ..::
Sem comentários ainda. Seja o primeiro.
::.. O que você achou deste filme? Comente! ..::
Nome:  
Sua nota:
Comentário: