Portal de cinema

 
Filmes iniciados por:
# A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
 
::.. ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA ..::
::.. Sinopse ..::
Uma epidemia de cegueira atinge uma cidade, fazendo com que as pessoas exponham cada vez mais seus instintos primitivos.
::.. Ficha Técnica ..::
Título Original: Blindness.
Origem: Brasil / Canadá / Japão, 2008.
Direção: Fernando Meirelles.
Roteiro: Don McKellar, baseado em livro de José Saramago.
Produção: Andrea Barata Ribeiro, Niv Fichman e Sonoko Sakai.
Fotografia: César Charlone.
Edição: Daniel Rezende.
Música: Marco Antônio Guimarães.
::.. Elenco ..::
Julianne Moore, Mark Ruffalo, Alice Braga, Yusuke Iseya, Yoshino Kimura, Don McKellar, Maury Chaykin, Mitchell Nye, Danny Glover, Gael García Bernal, Scott Anderson, Isai Rivera Blas, Jackie Brown, Martha Burns, Joe Cobden, Susan Coyne, Katherine East, Agi Gallus, Amanda Hiebert, Joris Jarsky, Katia Kieling, Mpho Koaho, Nadia Litz, Linlyn Lue, Michael Mahonen, Francisco Meirelles, Tom Melissis, Jorge Molina, Anthero Montenegro, Paulino Nunes, Sandra Oh, Billy Otis, Joe Pingue, Eduardo Semerjian, Mike G. Yohannes, César Brasil de Luna, Johnny Goltz, Douglas Silva e Alexandre Tigano.
::.. Site Oficial ..::
http://www.ensaiosobreacegueirafilme.com.br
::.. Premiações ..::
Indicado à Palma de Ouro no Festival de Cannes.
::.. Saiba mais ..::
-
::.. Crítica ..::

Perturbador. Se eu precisasse definir Ensaio Sobre a Cegueira em uma palavra, sem dúvida, essa seria a minha escolha. Desde as primeiras impressões, as cores vivas de um semáforo saltando aos nossos olhos, até o branco angustiante que domina a tela no restante do filme, tudo causa um certo desconforto e um incômodo ao espectador. E ele é perfeitamente justificável. Afinal, ficar cego de um instante para o outro deve ser mesmo um das piores sensações que alguém pode experimentar.

A premissa de José Saramago – autor do livro no qual o filme foi inspirado – pode parecer absurda (e realmente é). Uma misteriosa epidemia de cegueira atinge a população. De um minuto para o outro, homens, mulheres e crianças perdem completamente a sua visão e são obrigados a sobreviver em mundo branco e solitário. Mas Ensaio Sobre a Cegueira não se resume a apenas isso. Vai muito mais além.

A compaixão de uns pelos outros e a organização do estilo de vida em sociedade vão por água abaixo já nos primeiros instantes de desespero, onde tirar proveito de um cego parece uma atitude esperta, como se alguém estivesse acima do outro apenas pelo fato de enxergar. Quanto mais a epidemia se alastra e mais as condições de sobrevivências se deterioram, maior é a dificuldade de se manter a sanidade. E é nesta linha tênue, onde alguns se corrompem, e outros assumem papéis inesperados que caminha Fernando Meirelles (Cidade de Deus).

Mesmo tendo se tornado um diretor internacional, é possível ver em cada um dos seus trabalhos, algumas marcas que o tornam inconfundível. A ausência de piedade, a transformação do ser humano, a possibilidade de mesmo diante das adversidades em fazer escolhas que vemos em Cidade de Deus, também está presente em Cegueira. A compaixão pelo semelhante, a obstinação em buscar aquilo que o deixa em paz com sua consciência, que vemos em O Jardineiro Fiel, também. E além da temática, o estilo de edição rápido, característico do mercado publicitário, habilmente realizado por Daniel Rezende, não deixa dúvidas.

Nenhum dos personagens tem nome. E, embora nós brasileiros possamos reconhecer a cidade de São Paulo em muitas das cenas, nem mesmo o local onde se passa a história em momento algum é revelado. Nem por isso deixamos de nos identificar com um ou outro personagem. O que está em jogo aqui não são pessoas, mas valores, gestos, ações e atitudes. Em um lugar onde apenas uma mulher tem olhos para ver a completa destruição e ruína de tudo aquilo que chamamos de sociedade, quem tem um par de olhos se torna rei. Um triste reinado. Sem súditos, sem pompa e circunstância. Aliás, até mesmo o sentido de rei parece deixar de ter significado. E assim reduzidos a uma massa disforme e sem horizontes, homens e mulheres vagam na escuridão (ou seria claridade?) por entre corredores imundos e amontoados de lixo.

E é nesse cenário que Meirelles vai do sublime (como na cena onde todos ouvem uma canção em um pequeno rádio de pilha) ao repugnante (como a forte cena de um estupro coletivo) sem perder a mão firme e a clareza dos seus propósitos na direção.

Julianne Moore (Magnólia), a estrela maior de um competente elenco (que apresenta ainda Danny Glover, Gael Garcia Bernal e Alice Braga) brilha com mais uma atuação de alto nível em sua carreira. A Danny Glover (Máquina Mortífera) cabe um papel menor, mas não por isso menos importante ou menos marcante. Afinal sua narração em off pontua algumas reflexões singelas e ponderadas, suficientes para instigar o espectador e apontar um desfecho imprevisível.

Nem mesmo um animal, na pior das circunstâncias e na mais repugnante das situações, precisa abrir mão de sua dignidade (há uma cena quase no final do filme com um cachorro que ilustra isso de maneira sublime). Assim como um diretor de cinema não precisa abrir mão do seu olhar em troca de um punhado de dólares de bilheteria. Meirelles continua o mesmo, a olhos vistos, para todos aqueles que quiserem ver. Fica mesmo difícil imagina-lo dirigindo produções como 007 (que lhe foi oferecida, mas gentilmente recusada pelo diretor). Não que lhe falte competência. Muito pelo contrário. Mas para certas pessoas, ver o mundo com os próprios olhos, não tem preço. Felizmente.

Ensaio Sobre a Cegueira não é um filme fácil de ser visto. Não é entretenimento nem mera diversão. É um filme carregado, repleto de simbolismos, metáforas e “palavras não ditas”, que podem cansar quem não está acostumado com esse tipo de produção. Longe de mastigar uma história para melhor digestão, Meirelles a apresenta de maneira nua e crua. E ao mesmo tempo em que convida para a reflexão, nos angustia não pelo seu final, mas por sua execução. Impossível ficar indiferente. É do tipo de filme para se gostar muito, ou se detestar. Aqui, sem dúvida alguma, fico com a primeira opção.

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Wikerson Landim - wikerson@portaldecinema.com.br
::.. Opinião do Leitor ..::
Muito bom esse filme, mostra muito da realidade. Thays - Extrema-MG
::.. Confira também ..::
ensaio sobre a cegueira
Ensaio Sobre a Cegueira
[DVD]
ensaio sobre a cegueira
Ensaio Sobre a Cegueira
[Livro]
cidade de deus
Cidade de Deus
[DVD]

o jardineiro fiel
O Jardineiro Fiel
[DVD]