Portal de cinema

 
Filmes iniciados por:
# A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
 
::.. BATMAN - O CAVALEIRO DAS TREVAS ..::
::.. Sinopse ..::
Batman, o Comissário Jim Gordon e o advogado Harvey Dent unem seus esforços para deter a vilania do Coringa, um assassino em série que se veste de palhaço, se comporta de forma teatral e tem o único propósito de causar sofrimento aos cidadãos de Gotham. Ao mesmo tempo, Batman ainda tenta combater a corrupção e enfrentar a chegada na cidade do chefão do crime Salvatore Maroni.
::.. Ficha Técnica ..::
Título Original: The Dark Knight.
Origem:
Estados Unidos, 2008.
Direção:
Christopher Nolan.
Roteiro:
Jonathan Nolan e Christopher Nolan, baseado em estória de Christopher Nolan e David S. Goyer e nos personagens criados por Bob Kane.
Produção:
Christopher Nolan, Charles Roven e Emma Thomas.
Fotografia:
Wally Pfister.
Edição:
Lee Smith.
Música:
James Newton Howard e Hans Zimmer.
::.. Elenco ..::
Christian Bale, Heath Ledger, Aaron Eckhart, Michael Caine, Maggie Gyllenhaal, Gary Oldman, Morgan Freeman, Monique Curnen, Ron Dean, Cillian Murphy, Chin Han, Nestor Carbonell, Eric Roberts, Ritchie Coster, Anthony Michael Hall, Keith Szarabajka, Colin McFarlane, Joshua Harto, Melinda McGraw, Nathan Gamble, Michael Vieau, Michael Stoyanov, William Smiley, Danny Goldring, Michael Jai White, Matthew O'Neill, William Fichtner, Gregory Beam, Beatrice Rosen, Vincenzo Nicoli, Edison Chen, Nydia Rodriguez Terracina, Andy Luther, James Farruggio, Tom McElroy, Will Zahrn, James Fierro, Patrick Leahy, Sam Derence, Jennifer Knox, Patrick Clear, Sarah Jayne Dunn, Chucky Venice, Winston Ellis, David Dastmalchian, Keith Kupferer, Joseph Luis Caballero, Richard Dillane, Daryl Satcher, Philip Bulcock, Paul Birchard, Walter Lewis, Vincent Riotta, Nancy Crane, K. Todd Freeman, Matt Shallenberger, Michael Andrew Gorman, Peter Defaria, Matt Rippy, Andrew Bicknell, Ariyon Bakare, Doug Ballard, Helene Wilson, Tommy Campbell, Craig Heaney, Lorna Gayle, Lisa McAllister, Peter Brooke, Joshua Rollins, Dale Rivera, Matthew Leitch, Tommy 'Tiny' Lister, William Armstrong, Adam Kalesperis, Tristan Tait, Bronson Webb, David Ajala, Jonathan Ryland, James Scales, Nigel Carrington, Ian Pirie, Roger Monk, Ronan Summers, Wai Wong, Brandon Lambdin, Angelina Lyubomirova, Chris Wilson, Robert Stone, Tommy Bartlett, Kelli Clevenger, Nadia Cameron-Blakey, Steven H. Hansen, Don Kress, Jeff Albertson, Sanjay Madhav, Kerri Parker, Stephen Armourae, Dean Mitchell, John Snowden, Jamie Cho, Jay Fuller, Julie Hilgendorf, Dan Latham, Martyn Cooper, Teresa Mahoney-Bostridge, Martin Ballantyne, Jazz Dhiman, Gene Fojtik, Darren Elliot Fulsher, Scott Ganyo, Jor'don Hodges, Ramses Jimenez, Nicky Katt, Charles Kierscht, Thomas Kosik, Joseph Mazurk, Stephen Modell, Jan Seybold, Sofiya Smirnova, Willie Stevens, Richard Strobel, Erik A. Williams e Kevin Zaideman.
::.. Site Oficial ..::
http://thedarkknight.warnerbros.com
::.. Premiações ..::

Oscar de Melhor Ator Coadjuvante (Heath Ledger).
Oscar de Melhor Edição de Som.

Globo de Ouro de Melhor Ator Coadjuvante (Heath Ledger).

BAFTA de Melhor Ator Coadjuvante (
Heath Ledger).

MTV Movie Awards de Melhor Vilão (
Heath Ledger).

Indicado ao Oscar de Melhor Fotografia.
Indicado ao Oscar de Melhor Edição.
Indicado ao Oscar de Melhor Maquiagem.
Indicado ao Oscar de Melhor Som.
Indicado ao Oscar de Melhores Efeitos Especiais.
Indicado ao Oscar de Melhor Direção de Arte.

Indicado ao BAFTA de Melhor Fotografia.
Indicado ao BAFTA de Melhor Edição.
Indicado ao BAFTA de Melhor Trilha Sonora.
Indicado ao BAFTA de Melhor Design de Produção.
Indicado ao BAFTA de Melhor Som.
Indicado ao BAFTA de Melhores Efeitos Especiais.
Indicado ao BAFTA de Melhor Maquiagem.
Indicado ao BAFTA de Melhor Figurino.

Indicado ao MTV Movie Awards de Melhor Filme.
Indicado ao MTV Movie Awards de Melhor Luta (Christian Bale e
Heath Ledger).
Indicado ao MTV Movie Awards de Melhor Ator (Christian Bale).

::.. Saiba mais ..::
Este é o 7º filme com atores em que o personagem Batman é visto. Os demais foram Batman, o Homem-Morcego (1966), Batman (1989), Batman - O Retorno (1992), Batman Eternamente (1995), Batman & Robin (1997) e Batman Begins (2005).

Para se preparar para o Coringa, Heath Ledger viveu sozinho em um hotel por um mês, desenvolvendo o lado psicológico, a postura e a voz do personagem. Ledger iniciou um diário, onde escrevia os pensamentos do Coringa e os sentimentos que o guiavam durante sua performance.

O orçamento de Batman - O Cavaleiro das Trevas foi de US$ 185 milhões e o filme arrecadou US$ 1,001 bilhão nas bilheterias.
::.. Trailer ..::
::.. Crítica ..::

"Pode-se morrer como um herói ou viver com um vilão para o resto da vida. É uma questão de escolha". A frase emblemática de Harvey Dent poderia ilustrar muito bem a crônica anunciada de um divisor de águas na carreira de Christopher Nolan.

Depois de resgatar o sucesso de Batman - descaracterizado e destruído após duas produções medíocres de Joel Schumacher - Nolan ganhou a admiração do grande público. Não por resgatar um herói. Mas por construir nas telas um mundo sombrio e aterrozante, onde os grandes vilões não são apenas os bandidos que infestam as ruas de Gothan City, mas também os medos, os sentimentos de ódio e vingança e a linha tênue entre a loucura e sanidade que permeia a mente de cada um de nós.

Batman Begins, lançado em 2005, elevou os filmes de super-herói para um outro patamar, apresentando ao mesmo tempo entretenimento com conteúdo inteligente. Parecia difícil superar tal feito. Ledo engano. Batman - O Cavaleiro das Trevas não apenas melhora, como corrige as poucas falhas do filme anterior. E se as tintas que desenhavam a sombria Gothan eram escuras e taciturnas, desta vez elas ousam chegar ao limite da percepção do espectador. E cabe a um elemento o papel de fio condutor desta bomba-relógio prestes a explodir a qualquer cena: o Coringa de Heath Ledger.

Falar em Oscar para o ator australiano falecido em janeiro de 2008 é entrar em uma discussão com argumentos fúteis e, talvez até, descabidos, diante do assombro que vemos em nossa frente. Falar em Oscar seria reduzir a sua interpretação a uma mera condecoração da indústria do entretenimento. A construção deste Coringa requer muito mais atenção - e reflexão - por parte de todos.

Do princípio ao fim, é ele quem conduz o espectador, a história e desperta de maneira ora cômica, ora doentia, os sentimentos mais turvos de cada um de nós. Coringa faz da tela seu consultório e do cinema um imenso divã, onde incisivamente agride-nos e afaga-nos com sua condução, quase que Socrática, acerca de questionamentos morais. Seus gestos irriquietos, seu olhar descontrolado, incapaz de se fixar em um ponto único, o seu sarcasmo mórbido diante de suas cicatrizes (as constantes lambidas em suas feridas, lembram a irracionalidade de um animal, uma possessão doentia de alguém que parece querer se flagelar a cada instante). Tudo colabora para que ele se torne ao mesmo tempo cativante em um instante, ameaçador em outro, caminhando entre esses sentimentos com a mesma imprevisibilidade e com a mesma competência que é difícil enxergar algo mais à sua volta.

Tudo que há de pior, até mesmo no melhor dos seres humanos, é colocado à prova máxima, à pressão extrema, às vias da loucura e, a partir de então, a imprevisibilidade da consciência de cada um, a confusão e o anarquismo de idéias tornam-se o palco perfeito para a psicopatia de um homem que claramente se assume como alguém que não tem nada a perder. Alguém que tem em seu sofrimento o prazer maior. Um terrorista da mente humana, se assim pudermos chamar.

Há que se ressaltar que as luzes que brilham sobre o Coringa não são gratuitas. Sua atuação é, sim, algo anormal e deslumbrante. Mas é bem verdade que há sob ela uma base sólida construída por falas inteligentes, do ótimo roteiro de Christopher e Jonathan Nolan, e um antagonismo na medida certa conduzido pelo Batman de Christian Bale. Raivoso e confuso diante de seu próprio valor para uma população facilmente manipulável e inconstante, Batman constrói para si um drama particular e chama a responsabilidade de uma cruz que insiste em carregar para o seu calvário. E é esta dependência que faz com que ele se aprofunde em seus medos e busque cada vez mais situações extremas para provar o seu heroismo, se não para todos, mas especialmente para si mesmo.

Nolan sempre se revelou experiente em lidar com dramas psicológicos de seus personagens. Aqui não é diferente. E mesmo nas cenas de ação, onde habitualmente somos conduzidos por uma trilha sonora envolvente, que vai crescendo à medida que o clímax da cena se aproxima, se faz notar o vazio existencial da cidade. Na cena de perseguição com os caminhões, por exemplo, não há trilha, não há marcação. Apenas o ruído seco dos tiros, das batidas e dos acidentes. E uma sensação de incerteza e angústia, um anti-clímax, por estarmos nos afastando do verdadeiro clímax "psicológico", que nos persegue durante a projeção.

É como se Batman deixasse de ser o nosso herói. Por alguns instantes vemos nele a imagem e semelhança do Coringa. E o que é pior, nos reconhecemos nos gestos e ações da população de Gothan, que insiste em condenar aquilo que julga errado, mas que muito pouco faz (ou deixa de fazer) para tomar alguma atitude em relação ao que a aflige.

Há um limiar muito tênue entre a loucura e a sanidade, entre a liberdade e a anarquia, entre a justiça e a lei. O que difere os heróis dos vilões não é o lado que escolhem. Mas a habilidade de manter-se equilibrado nesta fina linha entre o racional e o irracional. E nesse quesito, Batman - O Cavaleiro das Trevas caminha com habilidade e destreza ao encontro do sucesso e, sem dúvida, coloca definitivamente Christopher Nolan no hall dos grandes diretores do cinema, com uma das melhores produções do ano, fazendo jus a ansiedade e a expectativa criadas antes de seu lançamento.

Uma pena a fatalidade de Ledger: sem dúvida foi esta a melhor atuação de sua breve carreira e, com sua morte, foi-se embora também um dos mais promissores talentos de Hollywood. Se foi escolha sua ou fatalidade do destino jamais saberemos ao certo. Mas seu legado nas telas, em sua última apresentação, não nos deixa dúvidas: deixou esta vida como um verdadeiro herói.

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Wikerson Landim - wikerson@portaldecinema.com.br
::.. Confira também ..::
batman - o cavaleiro das trevas
Batman - O Cavaleiro das Trevas [Blu-ray]
batman begins
Batman Begins
[Blu-ray]
batman - o cavaleiro das trevas
Batman - O Cavaleiro das Trevas [DVD Duplo]

batman - o cavaleiro das trevas
Batman - O Cavaleiro das Trevas [DVD]
::.. Comentários ..::
Sem comentários ainda. Seja o primeiro.
::.. O que você achou deste filme? Comente! ..::
Nome:  
Sua nota:
Comentário: