Portal de cinema

 
Filmes iniciados por:
# A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
 
::.. A MÃO DO DIABO ..::
::.. Sinopse ..::
Um misterioso homem se apresenta à polícia para denunciar a verdadeira identidade de um perigoso serial killer, o qual o FBI está à procura há tempos.
::.. Ficha Técnica ..::
Título Original: Frailty.
Origem:
Estados Unidos, 2001.
Direção:
Bill Paxton.
Roteiro:
Brent Hanley.
Produção:
David Blocker, David Kirschner e Corey Sienega.
Fotografia:
Bill Butler.
Edição:
Arnold Glassman.
Música:
Brian Tyler.
::.. Elenco ..::
Bill Paxton, Matthew McConaughey, Powers Boothe, Matt O'Leary, Jeremy Sumpter, Luke Askew, Levi Kreis, Derk Cheetwood, Missy Crider, Alan Davidson, Cynthia Ettinger, Vincent Chase, Gwen McGee, Edmond Scott Ratliff, Rebecca Tilney, Blake King, Brad Berryhill, Greg Serano, Edgar L. Davis, Jim Flowers, Lance E. Nichols, John Paxton, Richard A. Bell, Chelsea Butler, Jennifer Drake, Betty Gurule, Ona Harris e Dave Power.
::.. Site Oficial ..::
http://www.frailtythefilm.com/
::.. Premiações ..::
-
::.. Saiba mais ..::
-
::.. Crítica ..::

A Mão do Diabo tem todos os bons ingredientes que um suspense precisa ter. Uma história intrigante, um roteiro redondinho, sem furos, e que prende o espectador do começo ao fim e, é claro, um final inesperado.

Pois bem, poderia ser melhor se não fosse por um porém. Em suspenses, pistas falsas são comuns. Aqui, logo no início há um fato, um dado revelado, que não parece ser tão relevante para a história. Porém ao final percebemos que esse dado revelado é mentiroso, e que toda a trama depende dele.

Pode parecer banal, mas não é. É absolutamente impossível para o espectador perceber isso. E se essa pequena “tapeação” é utilizada como recurso para conduzir o filme fica difícil de aceita-lo como uma idéia bem executada. Pista falsa, que conduz o espectador a levantar algumas conclusões é uma coisa. Revelar um dado e depois desmenti-lo simplesmente para confirmar um ponto de vista oposto é outra (o que, é claro, não vou revelar aqui, mas você saberá do que estou falando quando vir o filme).

A Mão do Diabo traz a história de um pai de dois meninos que um belo dia, tem uma revelação de Deus. Ele diz que os três foram escolhidos para a missão de destruir demônios e logo recebe uma lista de um anjo apontando quais são as falsas pessoas que devem ser destruídas. Na sua jornada ele embarca os dois filhos, um cético e descrente em Deus, e outro que acredita piamente no que diz o pai.

Alternando um clima de filme policial e suspense, a produção se mostra equilibrada e, sem apelar para banhos de sangue ou uma edição no estilo videoclipe, consegue dar o seu recado e cumprir a função a que se propõe: entreter. Não fosse pelo “pequeno” subterfúgio de alicerce do enredo seria perfeito.

Realmente é uma pena. A opção escolhida deixa uma sensação de que alguém (diretor, roteirista) trapaceou e jogou fora das “regras” do cinema, iludindo (no pior sentido do termo “ilusão”) o espectador. No entanto isso não o torna de todo mau. Pelo contrário. Vale a pena vê-lo como uma boa opção de entretenimento. Poderia ser melhor, mas nem tudo é perfeito

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Wikerson Landim - wikerson@portaldecinema.com.br